Terça-Feira, 06 de Setembro de 2016, 16h37
TRABALHO VOLUNTÁRIO
Olímpiada Rio 2016 – Do sonho à realidade

Clara Fonseca - assistida MTmamma

trabalho maracana (576x1024).jpg

 

Em maio de 2015 quando vi o anúncio da Olímpiada do Rio de Janeiro, em 2016, pela primeira vez na TV fiquei um tanto quanto maravilhada com a grandiosidade do evento, naquele momento fiquei sonhando em participar dessa festa do esporte e união de todos os povos. Porém muitos desafios teriam que ser quebrados até que eu pudesse chegar lá.

Passados mais uns meses, em junho de 2015 vi outro anúncio na TV sobre a abertura das Inscrições para ser voluntário na Olímpiada Rio 2016. Nesse momento não pensei duas vezes e me inscrevi, até porque carrego o espírito voluntário e já havia participado dessa forma da Copa do Mundo 2014, em Cuiabá.

Fiz vários testes e entrevistas online e enfim fui aprovada para atuar nos Jogos Olímpicos. Foram dias de muita expectativa e correria para conseguir pagar as passagens e a hospedagem. Consegui um alojamento organizado por voluntários de Cuiabá bem no Centro do Rio de Janeiro que ficou bem acessível para minhas condições financeiras.  Em 02 de agosto de 2016, eu e meu esposo Carlos meu companheiro embarcamos para o Rio de Janeiro para viver o sonho olímpico. Fui com muita esperança e muito medo também, por ser uma cidade grande, onde eu não conhecia nada e nem ninguém, tínhamos apenas a boa vontade e a proteção de Deus.

Chegamos no Aeroporto Internacional Galeão e o Jukinha, um amigo voluntário, estava nos esperando para levar-nos para o alojamento. O primeiro dia foi uma correria só, chegamos, deixamos as malas no alojamento e fomos buscar o uniforme e fazer o credenciamento. Tudo novo, um corre corre para lá e pra cá, ruas e avenidas enormes, porém revesti – me de coragem e fui enfrentando todos os desafios que me batiam a porta.

Enfim fiz o credenciamento e sai correndo para participar do treinamento presencial, alí encontrei pessoas do mundo inteiro, várias línguas e costumes, mas todos com um só objetivo: Fazer dos Jogos Olímpicos Rio 2016 o melhor já visto em todos os tempos. Várias horas de conhecimentos e enfim estávamos prontos para o grande encontro de todas as Nações.

Nesse intervalo antes de começar os Jogos Olímpicos, em 04 de agosto, foi meu aniversário e no final do dia fui surpreendida com uma linda festa surpresa realizada pelos meus amigos voluntários que estavam hospedados no mesmo alojamento que eu. Comemorei meus 70 anos com muita alegria e energia positiva de gente de todos os cantos do mundo: argentinos, americanos, colombianos.

Fui escalada para trabalhar nos eventos que aconteceram no Maracanã e no Sambódromo. Na abertura da Olímpiada (05/08), lá estava eu pisando no Gigante e maior estádio do mundo: o MARACANÃ. Ali cumprimentávamos os nossos amigos estrangeiros lhes dando as boas vindas e a certeza de que tudo iria correr bem. Minha função era verificar as credenciais e recepcionar o público e os atletas, dizendo welcome, good morning, por exemplo. Caso não entendesse a linguagem, chamava a coordenação.

A festa de abertura foi linda, fiquei extremamente emocionada em pensar que todo esforço que fiz para estar ali valeu a pena. Fiquei orgulhosa em ser voluntária e principalmente em ser Brasileira e em estar alí na Abertura fazendo parte da História, fiz parte da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos em maior estilo.

Fiquei uma semana trabalhando no Sambódromo auxiliando no esporte: Tiro ao alvo com arco e flecha. Cada dia que se passava ganhava mais um capítulo para compor minha história de vida. Ganhei amigos, ganhei sorrisos, ganhei alegria e enfim estive completamente realizada.

Entre o intervalo dos dias de trabalhos aproveitava para conhecer as belezas do Rio de Janeiro. O primeiro dia de passeio foi emocionante, nunca tinha visto o mar, fiquei por minutos apreciando aquela imensidão de água e o barulho que vinha aos meus ouvidos. Em silêncio pensava em Deus e agradecia mais uma vez por tanta coisa linda vivida.

Conheci vários lugares, andei de Metrô, Bondinho Periférico, fui ao Corcovado, em um belo dia estava eu debaixo dos braços do nosso Cristo Redentor. Na última semana de trabalho voluntário na Olimpíada fui escalada novamente para estar no Maracanã ajudando nos ensaios da cerimonia de Encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Foram dias de muito trabalho e dedicação.

Chegou o dia do Encerramento, o Maracanã mais uma vez lotado de tanta gente, atletas, turistas, repórteres, voluntários. Alguns levavam a alegria da conquista das medalhas para casa, outros levavam um pouco mais de aprendizado e experiência porém todos estampavam um lindo sorriso no rosto com a sensação do dever cumprido num lugar que tudo deu certo e tudo deixará saudade.

Voltei mais feliz do que eu fui e com a certeza que em cada experiência vivida mais sabedoria adquirida. O legado que a Olímpiada Rio 2016 deixou para mim vai ficar sempre guardado em meu coração. Vivi dias de glória, de conquista pessoal, de desafios quebrados e a certeza que tudo valeu a pena.

Muitos dias foram cansativos, com contratempos a serem resolvidos, mas, com empenho, alegria e, principalmente, união podemos dizer que nós voluntários conseguimos ajudar a fazer a melhor Olímpiadas de todos os tempos. Eu fui, me reinventei e fiz parte dessa história, sonho realizado e bagagem cheia de sabedoria para contar para minhas futuras gerações.

 

 

 

 


Fonte: MTmamma
Visite o website: http://mtmamma.com.br/